domingo, 1 de maio de 2016

NÃO DEIXE A TPM ACABAR COM O SEU CASAMENTO





Ao contrário do que alguns homens pensam ou até mesmo algumas mulheres que não sofrem com esse mal, TPM não é brincadeira. Embora pareça frescura pra alguns, o fato é que ela é coisa séria e atinge grande parte das mulheres. Segundo pesquisa, 90% das mulheres sofrem com ela. 

Ela se caracteriza por um conjunto de sintomas e sinais que se manifestam um pouco antes da menstruação e desaparece com ela. Se eles persistirem, não se trata da síndrome de TPM, que está diretamente relacionada com a produção dos hormônios femininos.

Pra quem não sabe, TPM, a chamada Tensão Pré-Menstrual, é o nome que se dá a uma série de sintomas que se manifestam antes da menstruação. Mais precisamente, antes do sangramento. Essa síndrome  acontece mensalmente na vida das mulheres. E é um tema que com certeza  interessa não só às mulheres, mas também aos homens. Então vamos lá...

O nível de dois hormônios, a progesterona e o estrógeno, praticamente chega a zero durante a menstruação. E o impacto que isso provoca no humor feminino é gigantesco! Há mulheres que tem praticamente todos os sintomas. Outras delas, têm alguns deles em maior ou menor quantidade. Mas o fato é que quem TPM sabe o quanto ela pode desencadear uma crise no relacionamento.

Há relatos de mulheres que se dizem totalmente transtornadas nessas época. Muitas são acometidas por uma fúrias incontrolável, outras além dos nervos afetados, ficam extremamente deprimidas, sem contar as dores e alterações corporais que acontecem nesse período.

O "Tico e o Teco" não costumam bater bem das bolas nessa fase. Qualquer coisa é motivo para  se instaurar uma guerra mundial. Tudo se torna mais complexo. A irritação da mulher ou a sensibilidade aguçada pode colocar tudo a perder. Uma coisa que talvez seria enfrentada por ela de maneira mais suave e tolerante, costuma no período menstrual, se tornar um 'problemão"!

Definitivamente, nessa época, não é bom tomar decisões importantes e o ideal é evitar certos assuntos. É melhor esperar a fase passar. Controlar-se é importante para não causar maiores estragos ao relacionamento. Mas os maridos também devem evitar provocações, temas que irritem a mulher, etc. É necessário sensibilidade por parte dos companheiros. E é importante até anotar na agenda, para acompanhar o ciclo menstrual da sua esposa e estar preparado para a TPM.

Não é raro que grande parte das brigas dos casais aconteçam nesse período, até mesmo rompimentos e a mulher pode jogar tudo abaixo. Controlar as palavras nesse momento é imprescindível. Dominar a língua é um exercício que deve ser ainda mais considerado nesse época, afim de evitar uma "tragédia"! É difícil, mas diria que é vital.

Segundo o Dr. Dráuzio Varella afirma em seu site, " a concentração dos hormônios sexuais varia no decorrer do ciclo menstrual. Assim que termina a menstruação, tem início a produção de estrógeno, que atinge seu pico ao redor do 14º dia do ciclo, quando começa a cair e a aumentar a produção de progesterona. O nível desses dois hormônios, porém, praticamente chega a zero durante a menstruação.Portanto, em cada dia do mês, a mulher tem uma concentração de hormônios sexuais diferente da do dia anterior e diferente da do dia seguinte. O impacto que isso provoca no humor feminino também oscila de um dia para o outro. Por isso, os homens dizem que as mulheres são difíceis de entender."
Veja você leitor,  que há uma queda brusca de estrógeno e progesterona! E em consequência uma drástica mudança no humor feminino.
Pensando em aliviar esses problemas decorrentes da menstruação, e não somente funcionar como método, contraceptivo, criaram o Mirena que é um tipo de DIU (dispositivo intra uterino) à base de hormônios que é colocado no útero da mulher. Algumas mulheres com o uso do Mirena param definitivamente de menstruar, outras não. Mas no geral, há muitos comentários positivos de mulheres que passaram a utilizá-lo, alegando mudança  significativa após o seu uso, como por exemplo, a permanência do bom humor nessa fase, que reflete diretamente no relacionamento. Muitos médicos inclusive o recomendam o uso às suas pacientes, por conta das grandes privações que sofrem na fase menstrual.
Ilustração de um DIU MIRENA posicionado dentro do útero


Mas como sempre cada mulher é que deve decidir aquilo que é melhor para si mesma. Portanto, procurar um ginecologista pra conversar sobre a possibilidade do Mirena, suas implicações e outras coisas mais, é o caminho a ser feito. Há aquelas mulheres, também que preferem continuar menstruando e foram a um psiquiatra para receita-lhes um antidepressivo, o que  pode ajudar a superar muita gente a enfrentar essa fase difícil.





















Psicanalista cristã

Um comentário:

  1. Desculpe , acho que isso é uma justificativa vil .Não é possível que alguém não consiga perceber queestafazendo a vida de outros um i nferno!!!
    E que sua vida não da bons frutos devido esse ccomportamento.Se é assim de fato, é um problema mental,eu acho!lobotomia nelad

    ResponderExcluir