quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

GROSSERIA E BRUTALIDADE DOS MARIDOS: UMAS DAS COISAS QUE MAIS MACHUCAM AS ESPOSAS




Uma das coisas mais insuportáveis para uma mulher é a brutalidade e a grosseria do marido. As mulheres não suportam brutalidade. Por isso choram com facilidade. O que dizer então do homem que agride fisicamente uma mulher? Um homem jamais deve levantar a mão para sua esposa, não importa o que ela tenha feito. Homem que bate em mulher é de uma covardia imensa. Porém, o homem agride sua mulher não somente fisicamente, mas também verbalmente e psicologicamente.

O homem age com grosseria e brutalidade para com sua mulher quando grita ou fala alto com ela, quando subestima sua inteligência, quando a responde de forma irônica, quando não permite que ela abra sua boca para emitir suas opiniões, quando a trata com impaciência, quando ridiculariza suas emoções ou suas opiniões, quando a diminui e a humilha com palavras que a depreciam, quando reclama dela na frente de outras pessoas, quando não a trata gentilmente como mulher… como a sua mulher (trata-a como trata os amigos do futebol), e quando só pensa em dar carinho a ela quando está interessado em sexo.

O homem também trata sua mulher com grosseria quando se torna uma pessoa truculenta, amarga, azeda, ácida e crítica: reclama de tudo o que ela faz, não ri mais das coisas engraçadas que ela diz, não repara e não elogia as mudanças que ela faz para ficar mais bonita para ele, e em casa vive de cara fechada, quieto, sem graça ou volta e meia tendo ataques de fúria; quando prioriza outras pessoas ao invés dela e considera as opiniões alheias mais valiosas do que as dela; dentre outras atitudes.

O conselho da Palavra de Deus aos maridos é que não sejam nunca grosseiros com suas mulheres: Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com aspereza ou: “Marido, ame a sua esposa e não seja grosseiro com ela”(Cl 3:19). Pedro é enfático ao afirmar que não são ouvidas por Deus as orações do marido que trata mal sua esposa: “… marido, na vida em comum com a esposa, reconheça que a mulher é o sexo mais fraco e que por isso deve ser tratada com respeito… Aja assim para que nada atrapalhe as orações de vocês” (I Pd 3:7).

Maridos e esposas são colocados na vida um do outro para servirem um ao outro em amor, e não para competirem entre si. Como foi dito, as mulheres não suportam a brutalidade e a grosseria de seus maridos. Estes comportamentos abafam o amor, o carinho, o respeito e o diálogo no casamento, e também ferem a alma, machucam o coração e semeiam mágoas difíceis de serem curadas.

Quem trata assim a esposa não está somente ferindo o coração da sua amada, mas também está ferindo o coração de Deus, pois Ele ama a família e o casamento. Tratar o cônjuge de forma bruta, grosseira, autoritária e agressiva é pecado aos olhos de Deus. Dessa forma,  está dando brechas a Satanás e caminhando para a destruição de seu matrimônio.

Portanto, indago a vocês homens que me leem neste instante: quantos precisam se arrepender, pedir perdão a Deus e à amada pelos erros cometidos ? É somente assim que serão curados e terão seu relacionamento conjugal restaurado e abençoado por Deus.

Adaptação do texto publicado no site viveremcristo.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário